top of page

O arcano maior do tarô o enforcado e a condição de rendição do ego no processo de individuação

O arcano maior do tarô o enforcado e a condição de rendição do ego no processo de individuação P/ Silvia Parente


Este artigo apresenta uma discussão sobre a questão do sacrifício do ego e sua relação com o processo de individuação. Para comprovar que a rendição do ego é uma etapa importante e necessária no caminho do desenvolvimento da consciência, será utilizada a análise simbólica do Arcano Maior do Tarô O Enforcado, com o intuito de demonstrar que os símbolos evocados por esta carta representam esta experiência arquetípica. O Tarô é reconhecido como uma valiosa ferramenta de acesso aos símbolos e arquétipos do inconsciente coletivo e pessoal. Pretende-se com a análise do arcano O Enforcado apreender os perigos e promessas deste desafio do ego muito relacionado à segunda metade da vida ou metanoia. O arcano O Enforcado pode representar simbolicamente essa rendição do ego ao self? Com base na análise desta carta comprova-se o significado desta experiência arquetípica de sacrifício ou rendição do ego e sua importância para o processo de individuação. Procura-se a partir de uma análise simbólica de O Enforcado discutir os principais conceitos da teoria junguiana que estão relacionados ao tema. O Tarô revela a importância que o mundo simbólico tem para a psicologia junguiana. Com a ajuda deste método, especificamente da carta O Enforcado este artigo apresenta uma discussão sobre o significado da questão do sacrifício do ego e com isso busca demonstrar a importância da restauração da comunicação entre ego e self, ou entre consciente e inconsciente, para que se caminhe no processo de individuação. Palavras-chave: Jung; Tarô; Individuação; Psicologia Junguiana; Arcano O Enforcado.




2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page