Nossas Publicações 

Aqui é o espaço dedicado a publicações dos textos produzidos pelos assinantes de CEJAA que buscam divulgar seus trabalhos e pensamentos sobre a psicologia analítica e sua aplicabilidade nas mais diversas áreas do conhecimento.

As publicações serão bimestrais.

Caso tenha interesse em ler nossas publicações ou submeter seu texto a publicação, registre-se no nosso site (é grátis), utilizando o formulário abaixo. Lembre-se! Seu texto precisa falar da psicologia analítica de Carl Gustav Jung

Perfeito no imperfeito

P/ Andréa Alencar

 

RESUMO: No último dia 27 de novembro, a cantora Anitta se apresentou na final da Copa Libertadores da América e sua apresentação agradou a alguns, enquanto outros criticaram veementemente alegando questões morais, afinal "crianças estavam na sala" neste horário. este texto se propõe a questionar os motivos pelos quais a performance de Anitta incomoda a tantos. A base para a discussão está no conceito de sombra de Carl Gustav Jung e na teoria dos complexos, voltando-se para a temática dos complexos culturais. Esta relação é estabelecida, a partir de uma discussão que leva em consideração a liberdade, ou melhor dizendo a não liberdade do corpo feminino em uma sociedade patriarcal, machista que se acostumou com a ideia de que o corpo feminino só deve ser exposto e explorado quando atender aos interesses dessa sociedade. Por que Anitta incomoda? Porque balança as estruturas dessa ordem.

A BUNDA INCÔMODA DE ANITTA E A SOMBRA DE UM PAÍS QUE NEGA LIBERDADE AO CORPO FEMININO

P/ Andréa Alencar

 

RESUMO: No último dia 27 de novembro, a cantora Anitta se apresentou na final da Copa Libertadores da América e sua apresentação agradou a alguns, enquanto outros criticaram veementemente alegando questões morais, afinal "crianças estavam na sala" neste horário. este texto se propõe a questionar os motivos pelos quais a performance de Anitta incomoda a tantos. A base para a discussão está no conceito de sombra de Carl Gustav Jung e na teoria dos complexos, voltando-se para a temática dos complexos culturais. Esta relação é estabelecida, a partir de uma discussão que leva em consideração a liberdade, ou melhor dizendo a não liberdade do corpo feminino em uma sociedade patriarcal, machista que se acostumou com a ideia de que o corpo feminino só deve ser exposto e explorado quando atender aos interesses dessa sociedade. Por que Anitta incomoda? Porque balança as estruturas dessa ordem.

VOZES E DONOS: UM DIÁLOGO CONTEMPORÂNEO COM “DA FORMAÇÃO DA PERSONALIDADE”, DE C.G.JUNG
P/ Adriana Facina

Resumo: Este artigo busca estabelecer um diálogo com o capítulo VII (“Da formação da personalidade”) do livro O desenvolvimento da personalidade[1], que reúne escritos produzidos por Jung entre 1910 e 1942. O capítulo que analisarei foi escrito em primeira versão como conferência, em novembro de 1932 e tinha como título original “A voz do íntimo” (Die Stimme des Inneren). Este título inicial me forneceu uma  chave de leitura do texto, pautada na ideia de que o processo de desenvolvimento da personalidade é o encontro com essa voz do íntimo e as possibilidades de sua expressão.  Relaciono o texto junguinano com o contexto da ascensão do nazifascismo na Europa e busco nele inspirações para refletirmos sobre a conjuntura política brasileira contemporânea.

 

[1] JUNG, C.G. 2013. O desenvolvimento da personalidade (vol. 17 Obra Completa).

Petrópolis, Vozes.

O ARCANO MAIOR DO TARÔ O ENFORCADO E A CONDIÇÃO DE RENDIÇÃO DO EGO NO PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃO
P/ Silvia Parente

Este artigo apresenta uma discussão sobre a questão do sacrifício do ego e sua relação com o processo de individuação. Para comprovar que a rendição do ego é uma etapa importante e necessária no caminho do desenvolvimento da consciência, será utilizada a análise simbólica do Arcano Maior do Tarô O Enforcado, com o intuito de demonstrar que os símbolos evocados por esta carta representam esta experiência arquetípica. O Tarô é reconhecido como uma valiosa ferramenta de acesso aos símbolos e arquétipos do inconsciente coletivo e pessoal. Pretende-se com a análise do arcano O Enforcado apreender os perigos e promessas deste desafio do ego muito relacionado à segunda metade da vida ou metanoia. O arcano O Enforcado pode representar simbolicamente essa rendição do ego ao self? Com base na análise desta carta comprova-se o significado desta experiência arquetípica de sacrifício ou rendição do ego e sua importância para o processo de individuação. Procura-se a partir de uma análise simbólica de O Enforcado discutir os principais conceitos da teoria junguiana que estão relacionados ao tema. O Tarô revela a importância que o mundo simbólico tem para a psicologia junguiana. Com a ajuda deste método, especificamente da carta O Enforcado este artigo apresenta uma discussão sobre o significado da questão do sacrifício do ego e com isso busca demonstrar a importância da restauração da comunicação entre ego e self, ou entre consciente e inconsciente, para que se caminhe no processo de individuação.
 
Palavras-chave: Jung; Tarô; Individuação; Psicologia Junguiana; Arcano O Enforcado.

ARTIGO - O IMPACTO DE UMA MEDICINA QUE NÃO CONSIDERA A TOTALIDADE CORPO E ALMA DO PACIENTE, SOB A ÓTICA DA PSICOLOGIA JUNGUIANA
P/ Luana Epel

RESUMO: Este texto apresenta uma discussão sobre o modelo de atendimento médico praticado hoje em dia. Modelo este que desconsidera o indivíduo em sua totalidade corpo, alma e espírito, o que agrava o sofrimento do paciente e o distancia do médico, contribuindo para justificar muitas vezes o insucesso dos tratamentos. A temática será abordada tendo como referência os conceitos Junguianos de Ego, Self, Persona, dentre outros. A abordagem também levará em conta a evolução do conceito de dor e doença ao longo do tempo, assim como, a relevância da Psicologia no curso acadêmico de medicina, para que o profissional médico amplie seu olhar sobre o ser humano e atenda seu futuro paciente com o cuidado e atenção necessários. O texto está dividido em três tópicos. O primeiro: Os conceitos Junguianos e a prática médica; o segundo: A importância da Psicologia Profunda na formação médica e o terceiro: Exemplos de práticas que desconsideram o ser humano de forma integral e suas consequências.

 

Palavras chave: Jung, medicina, adoecimento, psicologia, prática médica.

ARTIGO - CONSIDERAÇÕES SOBRE OS SINTOMAS DE ADOECIMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO AMBIENTE ESCOLAR
P/ Andréa Alencar

RESUMO: O artigo apresenta uma discussão sobre as relações entre a escola e os sintomas de adoecimento em crianças e adolescentes. No decorrer do trabalho, são discutidas as expectativas sociais sobre a atuação da criança e do adolescente em ambiente escolar e o quanto essas expectativas geram conflitos e afastamento daquele que deveria ser o objetivo da instituição que se propõe a educar: possibilitar ao jovem o seu pleno desenvolvimento, através também da possibilidade de autoconhecimento. O trabalho funda-se totalmente na pesquisa bibliográfica das obras de Jung e autores que comungam do mesmo pensamento do autor como, Marie Louise Von Franz, Hillman e J. J. Clarke. A discussão proposta é de que a escola tem grande influência na formação do indivíduo, sendo assim, indiscutivelmente também é agente influenciador no aparecimento de sintomas de adoecimento nos alunos.

Palavras chave: Escola, sintomas de adoecimento, crianças e adolescentes, Jung, psicologia profunda